UBES e UNE convocam caravana para Curitiba

Estudantes de todo o Brasil estão convidados a somar força no movimento em defesa da democracia e da liberdade do ex-presidente Lula

Nesta quarta (11/4), uma reunião das diretorias executivas da UBES e da UNE em São Paulo definiu que é hora dos estudantes partirem para Curitiba na defesa da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A caravana “Libertem Lula – Estudantes Pela Defesa da Democracia” sairá na próxima terça (17) de várias partes do Brasil e reunirá os jovens na capital paranaense até a quinta (19).

Leia também:

Secundaristas terão mobilização permanente contra a prisão de Lula

5 fatores que indicam perseguição no pedido de prisão de Lula

A reunião extraordinária das duas entidades foi convocada para definir um plano de ação unitário, diante da realidade política do Brasil. Para o movimento estudantil, a prisão arbitrária do ex-presidente Lula coloca em risco a democracia do país.

“A perseguição a Lula faz parte do mesmo enredo que ataca as universidades e escolas públicas, a nossa soberania e os nossos direitos”, diz manifesto assinado pela UBES e pela UNE ao fim do encontro. Leia o documento completo no link abaixo:

Manifesto dos Estudantes – Liberdade do Lula

Ao longo do encontro foram debatidos também outros graves episódios recentes, como o assassinato da vereadora Marielle Franco e dos cinco jovens em Maricá (RJ), que também apontam para o atual cerceamento das liberdades democráticas. As lideranças entendem ser essencial disputar a narrativa do momento político nas ruas, escolas e universidades.


Porto Alegre, São Bernardo e Curitiba

Os estudantes já estiveram denunciando a perseguição no processo que levou o ex-presidente à cadeia desde o começo do ano. Em janeiro, as entidades mudaram suas sedes para Porto Alegre para uma vigília durante o julgamento de Lula em segunda instância, no TRF-4. Na última semana, mais uma vez os secundaristas estiveram com força no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, e lançaram a campanha “Jamais Aprisionarão Nossos Sonhos”.

A reunião desta quarta (11) dá novos passos para a resistência estudantil contra a perseguição a Lula.

Leia circular aprovada pela diretoria executiva da UBES e diretoria executiva da UNE:

POR EDUCAÇÃO, LIBERDADE E DEMOCRACIA
ORGANIZAR OS ESTUDANTES PERMANENTEMENTE EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DA LIBERDADE DE LULA

Assistimos na última semana a consolidação de mais uma etapa dos desdobramentos do golpe no Brasil, querem tirar das mãos do povo o direito de decidir sobre os rumos do país, com uma prisão injusta e sem provas, eminentemente política. Entendemos que a prisão de Lula representa um ataque sem precedentes e um sério risco à nossa democracia, à liberdade e as prerrogativas individuais, e os estudantes, que nunca se ausentaram da luta em defesa dessas bandeiras, precisam estar permanentemente mobilizados para resistir a essas ameaças.

Nesse sentido convocamos os estudantes a organizarem os Comitês em defesa da Democracia e da Liberdade de Lula nas escolas e universidades de todo país, com o objetivo de reunir aqueles que se indignam, alcançar aqueles que se sentem incomodados com essa situação e travar debates para conscientizar e/ou convencer a ampla maioria dos estudantes sobre a necessidade de se mobilizar.

Por isso propomos aos estudantes brasileiros:

  1. Criação de Comitês em defesa da Democracia e da Liberdade de Lula em suas universidades e escolas reunindo o máximo de estudantes possível, buscando também professores e trabalhadores/trabalhadoras da educação/servidores e servidoras técnico administrativos, propondo uma data de lançamento;

  1. Dar continuidade à organização dos Comitês divulgando suas ações e disputando as opiniões por meio da construção de materiais próprios ou das orientações das entidades estudantis nacionais, passagens em salas de aula, reuniões, panfletagens, debates, assembleias, intervenções, campanhas do “Se Liga 16” com o mote da Democracia e da Liberdade de Lula e quaisquer outras atividades mobilizadoras que possam reunir cada vez mais estudantes;

  1. Organizar a médio prazo grandes atos em defesa da Democracia e da Liberdade de Lula nas universidades e escolas que apresentem um debate franco sobre o processo do golpe, dos ataques à democracia, sobre as contradições do judiciário, reunindo intelectuais, artistas e figuras de destaque, para somar forças na organização dos/das estudantes e dos/das trabalhadores/trabalhadoras;

  1. Manter os comitês mobilizados permanentemente, acumulando forças, convencendo e reunindo cada vez mais pessoas para que possamos conjuntamente, com estudantes de todas universidades e escolas, organizar ações cada vez maiores e mais incisivas que deem resposta aos ataques que sofre nossa democracia e nossa liberdade;

A UNE e a UBES terão a responsabilidade de mapear, dar suporte político e divulgar a criação, a organização e as ações desses comitês em cada universidade e em cada escola, dando consequência à uma articulação à nível nacional de estudantes que se preocupam com o futuro do nosso país e do nosso povo. As universidades e escolas serão mais uma vez nossas trincheiras e nossas fortalezas. Por educação, liberdade e democracia.

Diretoria Executiva da União Nacional dos Estudantes (UNE)
Diretoria Executiva da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES)

São Paulo, 11 de Abril de 2018