Conheça o campus do Pici da UFC, onde acontece o 3º Encontro Nacional de Grêmios

Maior campus da Universidade Federal do Ceará, que recebe mais de mil líderes estudantis entre 30 de janeiro e 1º de fevereiro, já foi uma base aérea americana e hoje é “estratégico” para a instituição

Com 212 mil quilômetros quadrados, o equivalente a 365 campos de futebol, e muita área verde, o campus do Pici é o maior da Universidade Federal do Ceará, eleita entre as 10 melhores universidades brasileiras em rankings de avaliação. É lá que vão acontecer as atividades do 3°Encontro Nacional de Grêmios e 1° Encontro LGBT da UBES, entre 30 de janeiro e 1° de fevereiro. O local também vai abrigar os estudantes que chegarão de todas as regiões do Brasil para o evento.

“Não só pelo tamanho, mas também pelo endereço e pelos cursos que abriga, o campus é estratégico para a UFC”, afirma o reitor Henry Campos. Em Fortaleza, a instituição tem ainda dois outros campi, o localizado no bairro do Benfica e o de Paranaguaçu. Mas é no Pici que fica a maior parte dos laboratórios e espaços esportivos.

Segundo o professor Henry  Campos, a importância do endereço na Zona Norte é ser, além de uma grande área verde na cidade, um polo de conhecimento e tecnologia. E, em vários equipamentos, há interação entre academia e sociedade. Uma parte do campus deve até abrigar, em breve, o parque Rachel de Queirós, planejado em parceria entre a universidade e a prefeitura.

O reitor explica que a universidade colabora na criação de programas de desenvolvimento local e regional em parceria com o governo municipal e estadual. “Tem um Ceará antes da UFC e outro Ceará depois da UFC”, ele diz. E completa: “Os estudantes que vão participar do Encontro de Grêmios terão oportunidade de conhecer uma universidade de grande porte, uma das maiores do Brasil”.

ufc pici 4

Que nome é este?

Dizem que Pici, o nome do bairro onde fica o maior campus da UFC, vem da sigla PC, que seria “posto de comando”, ou “post comand”, em inglês. É que o local abrigava uma base aérea americana durante a Segunda Guerra, até os anos 1940! Mas o pesquisador Nirez acredita que o nome seja anterior, referente à um sítio da região no século 19. O proprietário, Antonio Braga, teria nomeado suas terras de Sítio Pecy em homenagem ao romance O Guarani, do cearense José de Alencar, que tem os protagonistas Pery e Cecy.

Caça ao tesouro

Em um dia de 1954, o jornal O Povo noticiou que moradores de várias regiões de Fortaleza correram para a região do Pici em busca de um tesouro. Rodava pela cidade a lenda de que os americanos teriam deixado riquezas escondidas no bairro. Não se sabe qual origem da história, mas ninguém encontrou nada.

No mesmo ano de 1954, a Universidade Federal do Ceará foi fundada, com a união de vários cursos já existentes em Fortaleza. Na região do Pici, nesta época, já funcionava a Escola de Agronomia, hoje Centro de Ciências Agrárias.

ufc pici

ufc pici2

Maior campus

A Faculdade de Agronomia, primeira do Pici, passou a ter a companhia de diversos outros cursos e equipamentos da UFC a partir de 1963, com a doação das terras para a instituição.

Hoje estão ali: Centro de Ciências, Centro de Ciências Agrárias, Centro de Tecnologia, Instituto de Cultura e Arte, Instituto de Educação Física e Esportes, com seus quase 50 cursos, como os de engenharia, comunicação e ciências, além de laboratórios em colaboração com empresas estatais e internacionais.

Leia mais: