No Mato Grosso, violência policial persiste contra estudantes que lutam pelo fim das PPPs

Nessa segunda-feira (11), o movimento estudantil ocupou a Seduc e mais uma vez sofreu repressão

A truculência contra secundaristas que lutam pela suspensão das Parcerias Público Privadas (PPP’s) no Mato Grosso persiste. Nessa segunda-feira (11), estudantes ocuparam a Secretaria da Educação do Estado do Mato Grosso (SEDUC) para reivindicar o fim do edital das PPPs e sofreram com a violência por parte da Polícia Militar, além de seguranças do prédio.

A mobilização, que contou com a presença de professores do lado de fora da Seduc,  teve grande número de policiais. Após seis horas de ocupação – o movimento se iniciou às 14h e chegou ao fim por volta das 20h –, os secundas obtiveram algumas respostas por parte do governador Pedro Taques (PSDB). Ele deverá realizar uma reunião com o Movimento Estudantil e a Secretaria da Educação nessa sexta-feira (15), para tratar sobre as PPPs, além de outras demandas estudantis.

Vice-presidente da Associação Matogrossense dos Estudantes Secundaristas (AME), Gabriel Henrique fala sobre a importância da participação estudantil para a concretização de mais conquistas. “ Na sexta, teremos a audiência pelo corte das PPPs e os estudantes precisam seguir mobilizados para que juntos possamos derrubar esse projeto que representa um enorme retrocesso para a educação pública brasileira”, convidou.

Confira os excessos cometidos contra secundaristas no vídeo abaixo:

 

Leia mais sobre a truculência policial no estado aqui.