Caravana: Ajude os estudantes secundaristas a chegar a Brasília

Já são mais de 2 mil inscrições para a Caravana que quer derrubar a PEC 55; Ajude a UBES a arrecadar fundos para a construção dessa luta

Estudantes de todo Brasil somam forças para chegar até a capital federal na próxima terça-feira (29), data em que parlamentares irão votar, em primeira instância no Senado Federal, o projeto que promoverá o sucateamento dos serviços públicos pelos próximos 20 anos: a PEC 55, antiga 241. Ao todo, as entidades estudantis já registraram mais de 2 mil inscrições para a caravana estudantil que irá ocupar Brasília.

Para garantir o deslocamento, a UBES está arrecadando doações para a contratação e combustível de vários ônibus que irão levar os estudantes até a capital federal. Além disso, o valor arrecadado irá custear a alimentação dos que participarem da mobilização estudantil.

Você pode ajudar na construção do movimento que irá até o Distrito Federal com o objetivo de derrubar a medida que congelará o futuro da população brasileira. Inscreva-se na >>Caravana Estudantil aqui<<  e  confirme sua presença no >>evento oficial<< . Doe qualquer quantia e ajude a construir com os estudantes mais esta luta.

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 2994 | Operação: 003
Conta Corrente: 01569-0
União Brasileira dos Estudantes Secundaristas
CNPJ: 28.180.636/0002-62

A mobilização dos estudantes não será apenas em defesa da educação, mas em defesa do futuro do país!

Após a realização do evento, será publicado no site da UBES a prestação de contas de todo valor arrecadado. Para acompanhar, fique ligado na >>página oficial da entidade.<<

Ocupações dizem não à PEC 55!

Desde que foi anunciada, a Proposta de Emenda Constitucional 55 tem sido fortemente combatida pelo movimento estudantil, que chegou a ocupar mais de 1000 escolas de norte a sul do país,reascendendo o pavio da Primavera Secundarista.

Reafirmando seu caráter autoritário, o governo ilegítimo de Michel Temer tem buscado desarticular as ocupações através de ameaças e da violência policial. Apesar da repressão, os manifestantes têm resistido e as ocupações, que alcançavam mais de 600 estabelecimentos de ensino e espaços públicos nas últimas semanas, seguem crescendo nas universidades.

Para a UBES, o projeto imposto pelo governo golpista é um grave retrocesso por promover a precarização da educação pública ao limitar os investimentos destinados ao ensino. Para Daniel Cara, membro titular do Fórum Nacional de Educação e coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, “a PEC dos gastos primários do Governo Federal, é na verdade, a PEC que impõe um teto aos investimentos em saúde, educação, assistência social, cultura, ciência e tecnologia. Trata-se de projeto de desigualdades”, afirmou em entrevista à entidade.

De acordo com a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), a PEC 55 representa “um ataque aos direitos humanos”. A procuradora dos Direitos do Cidadão, Débora Duprat, relembra que o texto da proposta coloca em risco os direitos constitucionais da povo, como o acesso à saúde e à educação.

Relembre e entenda os 6 motivos por que a UBES é contra a PEC 55.