Presidenta da UBES responde ataque de Kataguiri às lutas do movimento estudantil

No artigo “A ocupação dos desocupados”, publicado na última terça-feira (17), na Folha de S.Paulo, o colunista Kim Kataguiri reduziu (e criminalizou) a resistência dos secundaristas ao sucateamento das escolas. Nas palavras de Kataguiri, as ocupações realizadas pelos estudantes podem ser resumidas a “atos menores e muito mais desastrados”.

Em artigo que responde o ataque do líder do Movimento Brasil Livre (MBL), publicado ontem (19), Camila Lanes, presidenta da UBES, evidencia os reais motivos da luta estudantil.

A publicação de resposta, intitulada “A desinformação do desocupado”, critica o desprezo pelo protagonismo “das minas” nas lutas dos secundaristas.  Reprova ainda, a omissão de Kataguiri no que diz respeito à falta de merenda nas escolas e o silêncio sobre o desvio de verbas públicas voltadas ao setor da educação.  A presidenta reforça a luta travada pelos estudantes contra a atual precariedade do sistema público educacional e desaprova o desserviço informacional prestado pelo colunista.

Para conferir o texto de Kataguiri na íntegra, clique aqui. Leia e se informe sobre a resposta da presidenta da UBES aqui.