Reforma do Ensino Técnico

Na última década, os investimentos no ensino técnico foram retomados no país, com a ampliação da rede federal através da abertura de novas escolas em locais antes esquecidos. Hoje, a juventude tem mais opções para obter uma educação profissional e disputar espaço no mercado de trabalho.

Contudo, a UBES enxerga que muito ainda deve ser feito para o ensino técnico no país, principalmente na assistência ao estudante. Muitos alunos tem sido obrigados a abandonar a escola porque precisam trabalhar para sustentar a sua família.

Para garantir uma formação melhor aos milhões de alunos desse setor e impedir que eles abandonem os estudos, queremos um Plano Nacional de Assistência Estudantil para o Ensino Técnico, com a criação de bolsas, restaurantes estudantis, auxílio moradia e creches para as mães estudantes.

Além disso, exigimos o Passe Livre nos transportes para os alunos do ensino técnico e a regulamentação da meia-entrada de todos os estudantes do país em eventos culturais e esportivos.

 

7 pontos para mudar o Ensino Técnico