Diretores do IFRN se solidarizam com estudantes reprimidos neste Dia do Estudante

Ao invés de ouvir estudantes, reitor "pro tempore" do Instituto Federal do Rio Grande do Norte chamou a polícia para reprimir protesto por democracia

Neste Dia do Estudante, 11 de agosto, estudantes do Instituto Federal do Rio Grande (IFRN) do Norte foram reprimidos com truculência, desrespeito e gás de pimenta enquanto se manifestavam pela retomada da normalidade democrática na instituição, que tem um reitor interventor desde abril.

A UBES emite uma nota (leia abaixo) e estudantes receberam também nota de solidariedade dos diretores gerais dos campi do IFRN. As diretorias da instituição manifestaram “incondicional apoio aos estudantes”. Leia abaixo nota completa.

Leia também:
Relembre as vezes que o MEC de Bolsonaro interviu em escolas e universidades
Resistência é por todos os IFs, dizem reitores eleitos e não empossados
Quero eleger meu diretor: apenas 7% das escolas públicas têm gestões democráticas

Leia nota dos Diretores Gerais do IFRN:

NOTA DE APOIO AOS ESTUDANTES DO IFRN
Em pleno Dia do Estudante, 11 de agosto de 2020, cerca de 30 estudantes de diversos Campi do IFRN, exercendo o direito de livre manifestação pacífica na área interna do prédio da Reitoria, foram reprimidos pela Polícia.

O Reitor Pro tempore do IFRN, ao invés de ouvir os estudantes, razão de existência dessa instituição centenária, resolveu acionar a polícia que, infelizmente, mal preparada, tratou muito mal nossos estudantes, com truculência, spray de pimenta e desrespeito.

A comunidade estudantil é a razão de existência de uma casa de educação que forma cidadãos e profissionais de excelência. Respeito e diálogo é o que os estudantes merecem, não truculência e ameaças.

Diretores e Diretoras Gerais dos Campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte se solidarizam e manifestam incondicional apoio aos estudantes que, exercendo a cidadania, clamam pelo retorno à normalidade democrática no IFRN.

Diretores Gerais dos Campi do IFRN

Leia nota da UBES, APES e UMES-Natal

NOTA DA UNIÃO BRASILEIRA DOS ESTUDANTES SECUNDARISTAS EM REPÚDIO À AGRESSÃO POLICIAL CONTRA OS ESTUDANTES DO IFRN

Na manhã desta terça-feira, dia 11 de agosto, um grupo de estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, instituição que está há mais de 100 dias sob intervenção, manifestaram-se na reitoria do IFRN contra a posse do reitor interventor Josué Moreira, colocado pelo Ministério da Educação (MEC).

A manifestação acontecia de forma pacífica, os estudantes com máscaras e álcool em gel na mochila, além de bandeiras e palavras de ordem, quando a reitoria acionou a Policia Militar, que chegou no local tratando com brutalidade e ameaçando que levaria todos pra delegacia, até que, na tentativa de acabar com o movimento, jogou spray e empurrou estudantes para fora do local. Os estudantes chegaram a ser agredidos para se retirarem.

Não há intimidação que arrede o pé dos estudantes em lutar por uma educação democrática, a situação que passa o IFRN é inaceitável. 11 de agosto é Dia do Estudante, dia de manifestar nossa indignação, de encarar nossos medos e brigar por aquilo que é nosso. O IFRN foi criado pra transformar a sociedade potiguar, a atitude policial de hoje nos mostra mais uma vez que o atual líder máximo dessa instituição não está preparado nem um pouco para dialogar com os estudantes.

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES)
Associação Potiguar de Estudantes Secundaristas (APES)
União Metropolitana de Estudantes Secundaristas – Natal (UMES Natal)

Na manhã desta terça-feira, dia 11 de agosto, um grupo de estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), instituição que está há 100 dias sob intervenção, manifestaram-se na reitoria do IFRN contra a posse do reitor interventor Josué Moreira, colocado pelo Ministério da Educação (MEC).

A manifestação acontecia de forma pacífica, os estudantes com máscaras e álcool em gel na mochila, além de bandeiras e palavras de ordem, quando a reitoria acionou a Policia Militar, que chegou no local tratando todos com brutalidade, até que, na tentativa de acabar com o movimento, jogou spray e empurrou para fora do local. Os estudantes chegaram a ser agredidos para se retirarem.

Não há intimidação que arrede o pé dos estudantes em lutar por uma educação democrática, a situação que passa o IFRN é inaceitável. Dia 11 de agosto é Dia do Estudante, dia de manifestar nossa indignação, de encarar nossos medos e brigar por aquilo que é nosso. O IFRN foi criado pra transformar a sociedade potiguar, a atitude policial de hoje nos mostra, mais uma vez, que o atual líder máximo dessa instituição não está preparado para dialogar com os estudantes.

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES)
Associação Potiguar de Estudantes Secundaristas (APES)
União Metropolitana de Estudantes Secundaristas – Natal (UMES Natal)