5 vezes que os estudantes foram mais responsáveis que Bolsonaro na pandemia

Secundas em casa mostraram mais atitude para solucionar problemas do que Bolsonaro à frente do governo - que aliás, só fez mais bagunça!

Irresponsabilidade já é uma tradição do governo Bolsonaro, não à toa todos os seus parceiros estão caindo fora do barco furado como aconteceu com o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro e o ex-ministro da Saúde, Paulo Henrique Mandetta, ambos demitidos durante essa semana. Já os estudantes estão cada vez mais unidos para enfrentar os desafios da quarentena e pressionar por soluções do governo, mesmo o presidente se referindo à pandemia como “gripezinha”.

Nós listamos 5 vezes que os secundaristas se posicionaram durante a epidemia e mostraram que nossa responsabilidade não para nem em casa.

“As aulas estão suspensas, nossa fome não!”

A UBES lançou uma campanha e um abaixo-assinado pela garantia da alimentação escolar mesmo com a suspensão das aulas durante a quarentena. É um momento tão grave que governos, secundas e toda a sociedade precisam voltar sua atenção para atenuar os efeitos da pandemia. A pressão deu certo e vários estados e municípios estão oferecendo alimentação nas escolas ou bolsa merenda para as famílias, mas continuamos lutando pela ampliação e implementação em todo o Brasil.

#AdiaEnem

Enquanto o MEC mantém o calendário do Enem no meio da pandemia do coronavírus, os estudantes se mobilizam nas redes para adiar as datas da prova. O abaixo-assinado #AdiaENEM, criado pela UBES e a UNE, já reúne mais de 40 mil assinaturas Os motivos são muitos, mas a desigualdade na preparação do exame, diante de aulas suspensas pela quarentena, colocam muitos sonhos por um fio. Se você ainda não assinou, clique aqui

#TiraMãoDoMeuIF

Como esse governo não se importa com a democracia, na última semana, o Ministério da Educação surpreendeu ao nomear dois reitores que não venceram a eleição nos Institutos Federais do Rio Grande do Norte (IFRN) e de Santa Catarina (IFSC). Imediatamente, estudantes lançaram novamente o movimento #TiraAMãoDoMeuIF, que ganhou enormes proporções em maio de 2019, e o #PosseDoReitorEleito. 

Plano Emergencial para a Educação

A UBES, junto à UNE e a ANPG, lançaram no mês passado, o Plano Emergencial para Educação com ações que visam enfrentar a situação provocada pelo novo coronavírus, o Covid-19. O documento possui direcionamentos e possíveis soluções para a Educação nesse contexto de quarentena, essencial para preservar a vida das famílias.

Leia o documento completo aqui.

Adiamento do Conubes

Outra ação de responsabilidade dos estudante, foi o adiamento do 43º Congresso da UBES que seria realizado entre final de abril e começo de maio. A inscrição de comissões, chapas e eleições nas instituições de ensino também ficam adiadas por tempo indeterminado.