O dia que o Parlamento baixou na Bienal

No terceiro dia festival reuniu deputados que firmaram um pacto com os estudantes pela Cultura e Educação

Doze parlamentares da bancada da Educação e Cultura de diversas siglas e estados se reuniram na tarde escaldante de sexta-feira (08) na tenda principal da Bienal para debater com estudantes de todo o Brasil.

A ideia das entidades estudantis de reunir parlamentares de diversas siglas foi para a construção de um pacto em defesa da educação, da cultura e da tecnologia.

Túlio Gadelha (PDT-PE), Olívia Santana (PCdoB- BA), David Miranda (PSOL-RJ), Jandira Feghali (PCdoB -RJ), Alice Portugal (PCdoB-BA), Margarida Salomão (PT-MG), Juliana Brizola (PDT-RS), Aliel Machado (PSB-PR), Lídice da Mata (PSB-BA), Marcelo Ramos (PR-AM), Dani Monteiro (PSOL-RJ), Bacelar (Podemos -BA), aceitaram o desafio.

Nós enxergamos no Congresso Nacional e nas assembleias legislativas de todo o país um espaço permanente de disputa e garantia dos nossos direitos. Nesses espaços são decididos os rumos do nosso país, dos nossos estados e portanto precisamos garantir a representação da voz dos estudantes”, disse a presidenta da UNE, Marianna Dias.

O objetivo é que este exercício seja um processo de construção a longo prazo, os estudantes nas ruas pressionando e os parlamentares também em coro dentro do Congresso Nacional.