Fórum Nacional Popular de Educação se organiza para resistir em 2019

União de estudantes e trabalhadores prepara agenda para defender um ensino público com qualidade e democracia

O Fórum Nacional Popular de Educação, que reúne dezenas de entidades e movimentos educacionais, com a participação de estudantes e trabalhadores, realiza o primeiro encontro de 2019 nesta quinta (21) e sexta (22), em São Paulo.

O principal tema de discussão nestes dias é o enfrentamento a propostas do novo governo, como privatização e militarização do ensino, além da retirada da autonomia das universidades. Para as entidades que compõem o Fórum, é necessário um calendário de ação frente a estes retrocessos.

Pedro Gorki, presidente da UBES, participou do debate de conjuntura abordando a necessidade de unir os que defendem a educação pública e democrática em uma ampla frente pela escola e universidade pública e privada.

FNPE

A UBES participou da construção do Fórum Nacional Popular de Educação e o compõe desde sua criação, em 2017. A ideia foi criar um espaço paralelo de discussão sobre políticas públicas para a área, após o desmonte do Fórum Nacional de Educação (PNE). Este outro fórum teve várias entidades expulsas com a portaria 577/17 do Ministério da Educação.