Você conhece a história do voto no Brasil? Veja nossa linha do tempo

O voto foi uma grande conquista aos brasileiros e ajudou a mudar a nossa história

A eleição é um dos pilares fundamentais da democracia. Graças à participação política do povo, mudanças na sociedade acontecem por meio de leis. Em ano eleitoral, devemos valorizar o poder que temos nas mãos para provocar mudanças na estrutura do país em que vivemos, diante de um cenário de retrocessos e perda de direitos.

Listamos nessa linha do tempo, os marcos na história do voto no Brasil:

Primeira eleição organizada no Brasil. Só votavam os selecionados pela linhagem familiar, renda e propriedade e pela participação nas áreas civil e militar da época, visando escolher o Conselho Administrativo da “vila”.

Uma nova ordenação jurídica e política. A eleição se aproximou dos moldes atuais com o voto a partir dos 18 anos e eleição de representantes da Corte Geral, Extraordinária e Constituinte.

Novo sistema eleitoral com a criação do Senado e da Câmara dos Deputados. O voto era obrigatório e apenas homens com mais de 25 anos de idade, alfabetizados e com uma renda anual determinada podiam participar. Assalariados em geral, soldados, índios e escravos estavam excluídos dessa regra, ficando de fora do processo eleitoral.

Marco na história da mulher brasileira. O voto feminino no Brasil foi assegurado, após intensa campanha nacional pelo direito das mulheres ao voto.

Luta pela democracia com movimento Diretas Já! Durante a ditadura militar, a participação dos eleitores para escolha do presidente e governadores foi vetada, e durante os anos de 1983 e 1984 uma intensa mobilização social ocupou as ruas de todo o país pedindo eleições diretas.

Avanço nas eleições brasileiras com a Constituição Cidadã. Com a força da campanha “Se liga, 16! pelo país e intensa pressão do movimento estudantil, os jovens de 16 e 17 anos conquistaram o direito ao voto facultativo. Analfabetos também passaram a ter direito ao voto facultativo, aumentando consideravelmente a quantidade de eleitores no país.

Estamos vivendo o maior momento de ataque à democracia desde a ditadura. Direitos garantidos são constantemente ameaçados por propostas que não dialogam com os setores da sociedade. E em 2018, é fundamental a participação da juventude e de todo povo brasileiro para virar esse jogo nas urnas. #SeLiga16 #BoraOcuparAsUrnas