Trinta escolas em SP vão receber Circuito de Cultura Secundarista

Organização de oficinas, saraus e passeios é do Coletivo Guarnieri, da União Paulista de Estudantes Secundaristas (UPES)

O movimento estudantil acredita que a escola deve ser um ambiente de inspiração, criatividade e de identificação com os jovens. É por isso que o Coletivo Guarnieri, da União Paulista dos Estudantes Secundaristas (UPES), decidiu partir para a ação e está organizando o Circuito de Cultura Secundarista, envolvendo 30 unidades de ensino do estado.

Em cada uma das instituições participantes, o grêmio e a direção definem junto com o coletivo qual a programação. O projeto oferece três etapas em cada escola, a acontecerem até abril.

Primeiro, a escola recebe uma oficina de produção artística, de preferência relacionada com a comunidade local. Na segunda etapa, é momento dos estudantes se expressarem, inspirados pela oficina, em um sarau com palco aberto. Depois, a ideia é expandir o ensino para além dos muros da escola, em visita a algum equipamento cultural ou aparelho público próximo à unidade, para que a comunidade se aproprie também de seu bairro e cidade.

1º Feira Paulista de Opinião Secundarista

No final, os secundas pretendem promover o encontro de todos os participantes do CIRCUS na 1º Feira Paulista de Opinião Secundarista. Será um espaço para troca de ideias e uma mostra das produções criadas ao longo do circuito em todas as unidades.

“A gente acredita que é possível ter um sentimento de pertencimento e valorização da escola pelo estudante, e que isso acontece quando ele se sente ativo no seu meio”, diz Alerson Melo, um dos coordenadores do coletivo Guarnieri.

Para ele, as ocupações das escolas mostraram como a educação e a relação dos jovens com seu meio podem ser fortalecidas quando os estudantes se sentem engajados e participantes.

Atenção, jovens de São Paulo: A programação do CIRCUS 2018 da UPES será divulgada até o começo de março.