Presidente da UBES conta qual é a sensação de tirar o título

Estudante de 17 anos de Natal (RN) vai votar pela primeira vez

Pedro Gorki presidente da UBES com título de eleitor

Há quem diga que a juventude atual não está nem aí para o Brasil. Que os adolescentes de 16, 17 anos não gostam de política e não se preocupam com os rumos da democracia no país. Quem diz isso não está vendo o grande número de jovens com essa faixa etária – ou seja, que não são obrigados ainda a votar – correndo para a Justiça Eleitoral para tirar seu título e participar das eleições mesmo assim. A mobilização é feita pela UBES, com a campanha “Se Liga 16”, que completa 30 anos.

Veja como tirar seu título de eleitor
Saiba mais sobre “Se Liga, 16!” 
Veja cartaz e panfleto do “Se Liga, 16!”

Nesta quinta-feira (3) quem tirou o seu título foi o próprio presidente da entidade, o estudante Pedro Gorki, do Rio Grande do Norte. Eleito com apenas 16 anos para presidir a entidade e agora com 17, Gorki chegou ao primeiro ano de sua vida em que terá o direito constitucional de ser eleitor. Ele compareceu ao Tribunal Regional Eleitoral de Natal, junto com outros diretores da UBES, e diversos estudantes.

“Assim como tantos, me sinto muito feliz de tirar meu título de eleitor. A emoção é por ter mais participação cidadã e poder escolher quem representa nosso povo”, diz ele.

UBES e UMES no TSE Natal

Gorki tirou o título no Rio Grande do Norte durante campanha da UMES-Natal

Filho de uma família de trabalhadores, com trajetória precoce no movimento estudantil secundarista, Gorki já votou e foi votado em diversas eleições incluindo o grêmio da escola, a entidade metropolitana de Natal e também a UBES. Porém, a experiência de participar de uma eleição para cargos públicos no país é totalmente nova.

“A escolha dos representantes é decisiva para a defesa dos direitos dos jovens. A construção da sociedade que a gente quer passa por boas políticas públicas para a juventude e para a educação brasileira”, defende. Além da campanha “Se Liga 16”, a UBES irá preparar, neste ano, uma plataforma eleitoral com um conjunto de reivindicações dos estudantes para os candidatos nas eleições de outubro.

30 anos do direito ao voto

A campanha Se Liga 16 teve início em 1988, após décadas de ditadura militar. Naquele ano foi construída a versão atual da Constituição Brasileira. A partir de então, a UBES trabalha na mobilização para que os adolescentes conheçam e exerçam seu direito.

Na edição de 2018, a campanha tem como mote a possibilidade de “virar o jogo” nas urnas. “No momento atual de retrocessos, democracia e direitos ameaçados, precisamos ir com tudo ocupar a política”, explica Gorki.

Foto: Maiacovski Pinheiro, de Natal (RN)