O carnaval dos estudantes pelo Brasil

Blocos para você pular de alegria e também lutar por direitos

Em meio à folia da festa mais esperada do ano, blocos de diversas regiões do Brasil unem o confete do carnaval às bandeiras do movimento estudantil lembrando que o momento de ir às ruas defender seus direitos. Listamos algumas dessas iniciativas para você ocupar as ruas ao som das marchinhas populares e também das marchas de luta dos estudantes e outros movimentos.

Bolinho de Estudante – Salvador (BA)

Um bloco sem cordas, democrático, que aglomera pessoas de todos os lugares do país, já que o carnaval de Salvador é um dos maiores do mundo.

O bloco Bolinho de Estudante é organizado pelas entidades estudantis da Bahia, a Associação Baiana Estudantil Secundarista (ABES) e União dos Estudantes da Bahia (UEB). Para a organização do evento, o carnaval assim como todos os ambientes precisa ser ocupado com os debates políticos.

“Queremos levar a política para o espaço do carnaval, mostrar os anseios dos estudantes, dos jovens de maneira harmoniosa, irreverente e dinâmica”, enfatiza Vitor Santos – Presidente da ABES e Vice-Presidente UBES Bahia.

O Bolinho de Estudante traz para 2018 um cortejo à fantasia com o tema “Sem Censura”. O bloco irá percorrer um dos principais trajetos do carnaval de Salvador, saindo do Farol da Barra e seguindo até Ondina.

O movimento representa uma conquista para os estudantes, com o intuito de cantar a realidade e semear os seus sonhos: “Melhor que sonhar sozinho é sonharmos juntos e nós iremos para as ruas para isso. Ocuparemos o percurso do carnaval semeando muita esperança e nos preparando para um período de retomada de direitos”, diz Vitor.

Segundo ele, a saída às ruas é fundamental: “Hoje, temos um carnaval separado por cordas e camarotes muito caro, em um espaço onde não pode ter divisão de classes. O Bolinho de Estudante vem também com esse objetivo, de democratizar o carnaval, de fazer com que a cultura e a harmonia entre raças, cores e desejos não seja separado. Queremos um carnaval livre, e que seja um espaço onde o povo possa expandir a felicidade”.

Local: Circuito Barra Ondina Carnaval – Avenida Oceânica, Salvador
Data: Sábado (10.02), a partir das 15h.
Se liga no Evento

Bloco É Tudo ou Nada?! – Rio de Janeiro (RJ)

A repercussão no ano passado foi além do Colégio Pedro II, sendo que neste ano foi escolhido novo percurso e horário para o desfile do bloco.

O sonho antigo dos alunos e professores que passaram pelo Colégio Pedro II, na capital fluminense, se tornou realidade em 2007. A partir daí, o Bloco É Tudo ou Nada?! tem se destacado por sua bateria bem ensaiada e desde 2015 conta com o apoio do ADCPII (Associação de Docentes do Colégio Pedro II) e do SINDSCOPE (Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II).

“A raiz do bloco é o samba-enredo, que é tradicional da cultura do Rio de Janeiro, todo ano temos um tema diferente. Mas, durante o desfile, tocamos de tudo um pouco, como pop rock brasileiro, funk, axé e o que mais der para aprender nos ensaios”, diz Augusto Tundis Ferreira – diretor do bloco.

Alunos e ex-alunos compõem 90% dos membros. Atualmente, o bloco carnavalesco tem em torno de 45 pessoas, contando com diretoria, bateria, cantores, cavaquinista e, novidade neste ano, guitarrista e baixista.

“Cássia Eller é Diversidade” será o tema do É Tudo ou Nada?! em 2018: “Ela foi uma ex-aluna do Colégio Pedro II, por isso o tema, e é um bom gancho para falar sobre diversidade. Ainda mais nesses tempos de golpe e dessa onda conservadora, precisamos tomar uma posição e mostrar nossos valores, de defesa dos direitos humanos e de igualdade social, valores que sempre foram ensinados no CPII e defendidos pelos movimentos dos grêmios estudantis”, explica Augusto.

Local: Cobal do Humaitá – Rua Voluntários da Pátria, 446
Data: Terça (13.02), a partir das 10h
Se liga no Evento

Bloco dos Estudantes Seu CUCA é Nóis + UMES Folia – Recife (PE)

Com 26 anos de existência, a UMES-PE é protagonista de várias lutas em defesa dos estudantes, da educação e da democracia no estado de Pernambuco.

Confete, purpurina e “Fora Temer!” é o lema do bloco dos secundaristas que arrasta multidão nas ladeiras de Olinda pelo terceiro ano. Em 2018, a UMES Folia está promovendo o seu desfile em conjunto com o Bloco Seu Cuca é Nóis, ligado ao movimento de cultura universitário e que está em sua 13º edição.

“A expectativa do nosso bloco é levar para as pessoas que curtem o carnaval a mensagem de luta dos estudantes”, afirma Lucas Vinícius – Presidente da UMES-Recife. No evento criado no Facebook, a organização do bloco promete surpresas e muitas novidades para 2018.

A UMES luta a favor da democracia e do ensino público de qualidade e se orgulha de ser a entidade secundarista que conseguiu o passe livre na Região Metropolitana do Recife. O Cuca Pernambuco participa assiduamente do movimento estudantil atuando junto à produção cultural pernambucana.

De acordo com Lucas, é importante destacar que mesmo durante a diversão do carnaval, a luta dos jovens persiste: “Em uma festa como o carnaval, considerada a maior do mundo, também existem blocos como o UMES Folia que passa esperança, luta, alegria e mensagens contra os retrocessos que estamos vivendo no Brasil nos tempos de hoje. Reafirmamos também a nossa luta em defesa da democracia”, promete.

Local: Ladeiras De Olinda
Data: Segunda (12.02), a partir das 11h.
Se liga no Evento

 

Por Aline Campos