Novos líderes secundaristas de SP contam qual é a escola que eles querem

Seminário da UBES vai debater com estes e outros jovens a construção de saídas para a educação

Nas últimas semanas, tivemos congressos de entidades municipais importantes para o movimento estudantil paulista. A eleição de novos líderes secundaristas faz parte da construção da escola que queremos e precisamos.

O Seminário de Educação que vai acontecer em São Paulo nos dia 8 e 9 de junho, vai debater justamente isso, reunindo secundas de todo o Brasil que lutam por uma educação pública e de qualidade.

A UBES falou com os presidentes eleitos nos congressos para saber qual é a escola que eles querem para os estudantes.

UPES – União Paulista dos Estudantes Secundaristas
Laís do Vale, 18 anos

Estudante da ETEC Parque da Juventude.

“A escola que quero para os secundaristas brasileiros é uma escola livre de opressões, livre de mordaça, laica, gratuita e, para além de tudo, uma escola onde cada estudante se sinta bem em ir,uma escola que não massacre os nossos sonhos, mas incentive eles!”

UMES Santos
Victoria Batista, 17 anos

Estudante da ETEC Aristóteles Ferreira.

“A escola que eu quero é uma escola que não se limite a paredes grossas de concreto que servem apenas para aprisionar os nossos sonhos. Sonho com uma escola pública que alcance e represente o público de forma igualitária, sem nenhuma forma de exclusão!”

UMES Santo André
Emily Giovana, 16 anos

Estudante da E.E. Rubens Moreira da Rocha.

“A escola que eu quero é uma escola mais democrática! Precisamos combater a objetificação do corpo do estudante, que ainda sofre assédios, queremos uma escola sem opressão. Queremos Grêmios realmente livres e passe livre estudantil garantido, sem limitações que prejudiquem o estudante.”

UCES – União Campineira do Estudantes Secundaristas
Janaína Vitória, 16 anos

Estudante da E. E. Newton Pimenta Neves.

“Eu quero para os secundaristas uma escola que tenha igualdade, respeito, conhecimento, qualidade de ensino, cultura, direitos, e condições de que todos possam ter um futuro, nos estudos, no mercado de trabalho, uma preparação política.”

USES – União Sorocabana dos estudantes Secundaristas
Gustavo Oliveira, 18 anos

Estudante da ETEC Rubens de Faria.

“A escola que eu quero para os secundaristas é uma escola pública que tenha estrutura para atender nossas necessidades e desenvolver a educação do país!”