Linha do tempo: Brasil na Copa e a UBES

Acontecimentos que marcaram a história da entidade nos anos em que o Brasil foi campeão

Ao longo de seus 70 anos, a UBES esteve em campo com a juventude em defesa da educação pública e de qualidade. Nesse clima de Copa, à espera do tão sonhado hexa e às vésperas das sete primaveras da entidade, que tal dar uma olhada nessa linha do tempo que resgatamos pra você? Aproveite para relembrar as duas histórias

Suécia, 1958

 

No ano em que a seleção brasileira conquistou seu primeiro título na Copa do Mundo em cima dos donos da casa, a UBES promoveu uma campanha contra o Acordo de Roboré e pela abertura de CPI sobre a Shell e a Esso. O Acordo visava atender aos interesses da multinacional exportadora de gás e óleo Gulf e os estudantes saíram em luta em defesa do petróleo brasileiro. Tá achando que a luta dos estudantes pela Petrobras é nova? Combustível nacional é questão de soberania.

 

Chile, 1962

Em um atentado à sede das entidades estudantis, o MAC (Movimento Anticomunista) metralhou o prédio na Praia do Flamengo, no Rio de Janeiro. Já começava o contexto para o Golpe Militar de dois anos depois (que inclusive incendiaria a sede das entidades). Os estudantes não se intimidaram e continuaram a luta com mais um Congresso Nacional dos Estudantes Secundários. Neste mesmo o ano, o Brasil conquistava a sua segunda Copa em cima da extinta Tchecoslováquia, hoje República Checa e Eslováquia.

México, 1970

 

No Brasil, muita repressão e resistência à Ditadura Militar, na sua fase mais dura. No México, a seleção canarinho tornava-se tricampeã ao vencer de goleada a temida seleção italiana. Muitos brasileiros evitaram torcer pelo Brasil, tomado pelos militares, mas com Pelé e Garrincha em campo, a torcida foi inevitável. A seleção, afinal, era do povo, não do governo. No mesmo ano, Marcos Brasil tornava-se presidente da UBES após praticamente toda a diretoria da entidade ser presa pelo regime vigente. Depois disso, a UBES é desmantelada.

 

Estados Unidos, 1994

O presidente da república Itamar Franco assina um protocolo para a devolução definitiva do terreno da Praia do Flamengo, tomado pelos militares em 1964, aos estudantes. Vitória do movimento estudantil! O ato da entrega é comemorado no famoso restaurante Lamas, com a participação dos jovens e do presidente. Vitória do Brasil! A seleção brasileira venceu a Itália mais uma vez e conquistou o tetra.

Japão e Coreia do Sul, 2002

 

Ano em que a Seleção tornou-se pentacampeã com uma vitória em cima da Alemanha! Com cinco títulos, o Brasil tornou-se o país com maior número de vitórias em Copas do Mundo. Nas eleição presidencial, o ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva é eleito presidente: “A vontade de mudança era muito grande naquele momento, após um período de domínio neoliberal”, lembra Igor Bruno, presidente da UBES na época.