É um assalto! Teresina se prepara para ato contra aumento de 12% na tarifa de ônibus

Além da capital do Piauí, São Paulo e Salvador também encabeçam atos contra o aumento da passagem do transporte público

Na contramão dos anseios da juventude que luta pela garantia do passe livre, o Conselho Municipal de Transportes de Teresina (PI) anunciou na última quinta-feira (04) um aumento de 12% na tarifa de ônibus. O valor de R$3,30 subiu para R$3,71, enquanto a passagem estudantil que estava congelada há cerca de três anos também foi reajustada, de R$ 1,05 para R$ 1,18.

Em busca de pressionar o prefeito Firmino Filho para barrar o aumento, movimentos estudantis, sindicais e populares convocam para amanhã (09) ato a partir das 16h, com concentração na Praça Fripisa, no centro de Teresina.

A secundarista Maria Clara, presidenta da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas do Piauí (UMES/PI), explica que o aumento é extremamente abusivo, já que o serviço fornecido não é de qualidade. “Esse valor não cabe no bolso da população e não é justificável já que o transporte é péssimo. Na maioria dos ônibus a porta de entrada para cadeirante não funciona, as paradas são mal planejadas e o sistema de integração só opera aos finais de semana”, diz.

Participe do ato em Teresina: bit.ly/2qJbxu8

Atos também acontecem em São Paulo e Salvador

Em São Paulo, que desde domingo (07), teve um aumento na tarifa do transporte público de R$ 0,20 e passou a valer R$ 4,00, terá seu primeiro ato na próxima quinta-feira (11).

Acompanhe o ato em São Paulo: bit.ly/2EO2hb2

Já em Salvador, a tarifa já foi reajustada de R$ 3,60 para R$ 3,70, o maior preço entre as capitais do Nordeste. O ato acontece também na quinta-feira (11), durante a Lavagem do Bonfim, celebração religiosa que acontece sempre na segunda quinta-feira de janeiro.

Saiba mais sobre a mobilização em Salvador na página da Associação de Grêmios e Estudantes de Salvador (AGES): bit.ly/2CHKkK9