Cultura, mobilização e muita mão na massa! Conheça o Grêmio CIEPS

O presidente do grêmio, Pedro Galvão, conversou com a UBES sobre a atuação dos secundaristas no colégio baiano

O movimento estudantil na Bahia conta com um grupo de estudantes que sabe mostrar que a luta vale a pena! O Grêmio Estudantil CIEPS do Centro Integrado de Educação de Porto Seguro (BA) é um exemplo de como a atuação dos estudantes é importantíssima para o avanço das conquistas no colégio.

Desde que foi fundado, em maio de 2018, o grêmio realiza atividades culturais e esportivas, campanhas, gincanas e até mobilizações por melhorias na escola. O presidente do grêmio, Pedro Galvão, de 17 anos, conta que os estudantes participam ativamente das ações do grêmio e valorizam as diversas atividades culturais do colégio.

No dia da Consciência Negra, eles realizaram um desfile de beleza pela valorização e orgulho da herança afrodescendente. Uma união de cultura, moda e representatividade.

Pedro acredita que ações como essa ajudam a diminuir o racismo. “Foi o nosso intuito. E depois disso, ficou visível a história baiana, servindo de grande importância para os estudantes”, disse Pedro.

 

No dia da Independência da Bahia, 2 de julho, eles também realizaram um desfile. Dessa vez, a proposta foi mais longe e ganhou as ruas de Porto Seguro. Os estudantes vestiram roupas tradicionais da cultura baiana, como vestimentas em referência aos orixás das religiões de matriz africana, muito presentes na Bahia. “Fomos a única escola que fez o desfile”, acrescenta Pedro.

O presidente do grêmio também mostra como o CIEPS é importante para a comunidade escolar pois, além das atividades culturais, os estudantes se mobilizam por melhorias na infraestrutura. Foi o caso da biblioteca do colégio que estava desativada há dois anos, por conta de reformas. Cansado de reivindicar pelo espaço, o próprio grêmio se reuniu para limpar e adequar a sala, função que seria do sistema de ensino.

Os estudantes do CIEPS também já chamaram a atenção da sociedade para a falta de verba para alimentação no colégio, que é de período integral. “Sempre ficamos muito prejudicados com a ineficiência do governo, por isso fizemos diversos vídeos e campanhas de arrecadação para mostrar como estávamos sendo prejudicados”. Até a imprensa local de Porto Seguro chegou a visitar o colégio para cobrir a situação retratada pelos estudantes.

“A diretoria nos dá total apoio em nossas iniciativas”, diz que Pedro, que procura sempre envolver o grêmio nas atividades pedagógicas da escola. Ele e boa parte da chapa deve deixar o CIEPS por estarem cursando o último ano do ensino médio, mas a saudade será substituída pela vontade de ver o grêmio continuar atuando firme em defesa dos estudantes. “Faremos de tudo para que a próxima chapa que entre possa continuar o nosso trabalho e sempre lutar por nossos direitos”, conclui Pedro.