Vem aí o 42º Congresso da UBES, em Goiânia

O maior encontro de secundaristas da América Latina será realizado em Goiânia

O 42º Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (CONUBES) já tem local definido. Estudantes secundaristas de todo o Brasil se reunirão em Goiânia (GO) para decidirem juntos os rumos do movimento estudantil e eleger a nova diretoria da UBES para o período 2017-2019.

O regimento e local do Congresso foram aprovados na tarde deste sábado (9), em São Paulo, na plenária final do Conselho Nacional de Entidades Gerais (Coneg) da entidade. “A UBES vai ocupar Goiânia, localizada estrategicamente num estado central no país, levando mais de 10.000 estudantes para debater em conjunto a importância da defesa da educação pública”, afirma Camila Lanes, presidenta da entidade.

BAIXE ATA E REGIMENTO DO 42º CONUBES

VEJA CENSO ESCOLAR DE 2016 FORNECIDO PELO INEP



Foto: Karla Boughoff | CUCA da UNE.

 

O 42º CONUBES acontece depois da ocupação de mais de 1000 escolas em resposta aos retrocessos do governo ilegítimo, como as Reformas do Ensino Médio, Trabalhista e da Previdência, e a PEC do fim do mundo.

“Será um Congresso de resistência à retomada da direita ao poder e contra as reformas do Temer. Vamos continuar resistindo nas escolas e nas ruas pelo Fora Temer, pela Diretas Já! e pelos nossos direitos”, diz Camila.



Foto: Karla Boughoff | CUCA da UNE.

 

Goiânia, a cidade dos estudantes

Localizada no centro-oeste do país, a capital de Goiás tem sido conhecida como a “cidade dos estudantes”. Esse apelido carinhoso se dá pelas inúmeras universidades da cidade, mas também porque diversos encontros do movimento estudantil universitário e secundarista já foram realizados por lá. O CONUBES esteve na capital goiana, por exemplo, em 2007 e 2009.

Com clima seco, Goiânia tem belos parques e boas opções de restaurantes, principalmente no Setor Marista (lá, os bairros são chamados de “setores”). É uma cidade planejada, erguida nos anos 1930 – o que explica o grande número de edifícios art déco no Centro. Para quem gosta de arquitetura, vale o passeio para conhecer o teatro e outras construções que levam esse estilo.

Situada a 210 km da capital nacional, Goiânia possui ainda vários parques. Hoje, há 94 km² de área verde por habitante, o que coloca a capital goiana na lista das mais arborizadas do país. Entre um passeio e outro, não faltam opções de bares, sorveterias, cafés e restaurantes, a maioria instalada nos “setores” Bueno e Marista.

A culinária goiana é uma atração à parte. A cozinha une ingredientes locais, sabores indígenas e a influência dos paulistas, que buscaram ouro em Goiás no século 18, para criar receitas típicas. O pequi, fruto do Cerrado, é usado na galinhada e na composição de um licor servido após as refeições.

A cidade também possui grande movimentação cultural e de juventude. Festivais de música como o Bananada, o Goiânia Noise e o Vaca Amarela estão entre os maiores do país. Bandas como o Boogarins e o Carne Doce representam a atual cena da cidade, marcada pela diversidade de gêneros e tendências.

Por Natasha Ramos, de São Paulo.
Foto: Yuri Salvador