Secundaristas do continente se encontram na Colômbia

II Encontro Latino-Americano de Estudantes Secundaristas tem como objetivo unificar a construção de uma educação pública de qualidade no continente

“A América Latina tem lutas específicas em cada país, mas um mesmo ideal: uma educação pública que emancipe nosso povo”, afirma Jairo Marques, diretor de Relações Internacionais da UBES. É para organizar essa luta que acontece em outubro o II Encontro Latino-Americano de Estudantes Secundaristas, na Colômbia, entre 28 de setembro e 1º de outubro.

O evento é organizado pela Organização Continental Latino Americana e Caribenha dos Estudantes (OCLAE) e o presidente da entidade, o cubano Yordan Porro, garante que a participação da UBES “é fundamental, pela capacidade de representação e o que representa para os secundaristas brasileiros e do continente”. A UBES participa, inclusive, da organização do encontro.

Responder à pergunta “Qual escola que queremos?” será o principal objetivo. “Além da resistência, precisamos criar propostas e avançar na construção”, diz Yordan.

Temas

Com o lema “Secundarista, seu nome é povo nas ruas”, o encontro será dedicado à memória de Che Guevara, pelo 50° aniversário da sua morte. A realização na Colômbia mostra apoio ao processo de paz enfrentado pelo país.

100 anos depois

Já ouviu falar no Manifesto de Córdoba? O movimento, que completa 100 anos em 2018, foi a primeira iniciativa estudantil para reivindicar uma educação acessível e soberana para toda a América Latina. Naquela época, o ensino era ainda mais elitista, antidemocrático e copiado de modelos estrangeiros.

Um século depois, secundaristas latinos se reúnem para atualizar o texto e reafirmar o grito. “Ainda precisamos avançar muito em relação à gratuidade e qualidade. É um sonho do movimento estudantil e a principal bandeira da OCLAE”, planeja o presidente da entidade continental.

Matéria originalmente publicada no PLUG – set, out e nov / 2017
Baixe o jornal PLUG: