Reformas de Temer e o neoliberalismo no Brasil são alvo de críticas no Congresso da UBES

Os convidados discutiram a perversidade das reformas do governo Michel Temer e alertaram sobre o projeto de exploração humana que está em andamento no Brasil

“O governo Temer cada vez mais impopular, mais contra o povo se volta”, alertou Sammer Siman, representante da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, nessa quinta-feira (30) durante o debate “As contra reformas do governo Temer e a luta contra o neoliberalismo”, que integra a programação do 42º Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES).

A mesa ainda teve a participação de Leonardo Péricles (presidente da Unidade Popular pelo Socialismo – UP), Marianna Dias (presidenta da União Nacional dos Estudantes – UNE), Edmilson Costa (secretário geral do PCB), Isaura Lemos (deputada estadual – PCdoB/GO), Mauro Rubens (Central Única dos Trabalhadores – CUT), Annyele Nascimento (CUT), João Hermínio Marcos (Centro Cultural Camarada Velho Toledo – CCCVT), João Paulo (Partido dos Trabalhadores – PT) e Gabriel Alves (PPL).

Os participantes destacaram os retrocessos e as reformas do governo Temer com as diversas áreas da sociedade, como educação, saúde, cultura, trabalhista e previdenciária. Entre as soluções encontradas pelos convidados para reverter os retrocessos e combater o neoliberalismo estão a conscientização da população e a unidade dos movimentos populares com sabedoria, como afirmou Leonardo Péricles.

“Esquerda de verdade não pode receber dinheiro de grande empresa nesse país. Não só não receber dinheiro, mas andar junto com essa turma não vai trazer nada de positivo. Se essa classe dominante não traz transformação nenhuma, não cabe andar com ela”, defendeu.

Segundo Marianna Dias, os jovens, maioria da população brasileira, têm um papel fundamental na reconstrução do país e na construção de uma frente ampla com um programa de desenvolvimento econômico e social aliado ao aumento de programas sociais.

“A luta é uma responsabilidade e é um desafio gigante para a juventude, mas com preparação da UNE, UBES, movimentos sociais e a população, temos condições reais de lutar cotidianamente para vencer”, destacou.

O 42º CONUBES segue até sábado (2), no Goiânia Arena, em Goiânia. Acompanhe a transmissão ao vivo no Facebook da UBES.

Por Mateus Marotta Silva, de Goiânia
Fotos: Nilmar Lage