“Quando eu era Secundarista…”, Ana Petta

A diretora do filme Primavera participa da abertura do 42º CONUBES nesta quarta-feira (29), em Goiânia

Ana Petta é criadora e atriz da série de TV Unidade Básica, participou dos telefilmes “Uns Braços”, “As Mãos de Meu Filho” e do seriado “9mm”. No cinema atuou nos longas metragens “Trabalhar Cansa” e “O Mundo Invisível”, dirigiu os documentários “Osvaldão” e “Praia do Flamengo, 132”, além de idealizar e produzir o filme “Repare Bem” da diretora Maria de Medeiros. No teatro, atuou na Cia. São Jorge de Variedade e Cia. do Latão. Mas, antes de tudo isso, ela era secundarista e também participou do movimento estudantil.

No Congresso, ela lança com Paulo Celestino o documentário “Primavera”, que retrata as ocupações das escolas no Brasil. Ela relembra as suas impressões de quando era estudante secundarista e compara com suas impressões atuais.

Quando eu era secundarista

Participar do movimento estudantil… era a minha vida.
Política para mim era… atuar no mundo.
Acreditava que o Brasil era… um país lindo, mas injusto.
Apoiava o Fora Collor! porque… era uma governo neoliberal e elitista.
Achava o cinema brasileiro… fascinante.

Hoje

Ter participado do movimento estudantil… foi fundamental para minha vida e para minha formação.
Política para mim é… uma das formas de atuar no mundo.
Acredito que o Brasil seja… um país que precisa retomar a democracia e o crescimento.
Apoio o Fora Temer porque… é um governo ilegítimo, que retira direitos dos trabalhadores.
Acho o cinema brasileiro… um espaço incrível de arte e reflexão.