Nenhum centavo a menos: estudantes unidos contra os cortes na educação

A União Colegial de Minas Gerais (UCMG) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) mantêm seu compromisso com os estudantes mineiros e vêm a público manifestar indignação e contrariedade contra qualquer tipo de medida no orçamento do Estado de Minas Gerais que represente cortes nas verbas da Educação.

A Educação, elemento estratégico e fundamental para qualquer governo comprometido com um projeto de Nação e de desenvolvimento do Estado, não pode ter os seus recursos submetidos a restrições, cortes ou contingenciamentos, especialmente diante de uma crise na economia internacional.

A resposta à crise que o povo mineiro espera a consolidação definitiva de um projeto de desenvolvimento, pautado na soberania, valorização do trabalho e distribuição de renda. Entendemos que não só a Educação cumpre um papel estratégico nessa linha política como repara uma dívida social histórica da população mineira.

Minas Gerais precisa que os jovens estudem em todas as salas de aula do Estado. A juventude exige o aumento das vagas, qualidade do ensino e democracia na gestão das Escolas Estaduais. Para isso é necessário que tenhamos verbas compatíveis com a demanda.

Por fim, lutamos e ocupamos escolas em defesa de uma educação pública e de qualidade, contra a PEC 55 e a MP 746 que prevê a reforma no Ensino Médio.

 

União Colegial de Minas Gerais (UCMG)

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES)

8 de fevereiro de 2017