DITADURA NUNCA MAIS! CONTRA O ATAQUE À UFMG

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) protesta ardorosamente contra a vergonhosa intervenção da Polícia Federal na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na manhã desta quarta-feira (6) e a condução arbitrária de quatro reitores e ex-reitores, além de outros professores da instituição.

A invasão da universidade pública, com finalidades indisfarçáveis de perseguição política, e a remoção coercitiva de seus representantes traz ao movimento estudantil as piores lembranças do período da ditadura militar que se instalou entre 1964 e 1985. A investida da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União do governo golpista contra o projeto do Memorial da Anistia, destinado justamente às histórias dos mortos e torturados daquele período, agrava ainda mais o quadro.

Os estudantes secundaristas, que lutaram nas últimas décadas pra ter o acesso ao ensino superior, as cotas, os programas de inclusão, não deixarão que a universidade pública se torne o alvo de um governo sem votos e de um judiciário seletivo e ideológico. Toda a nossa solidariedade ao reitor Jayme Ramirez, à vice-reitora Sandra Goulart, ao ex-reitor Clélio Campolina, à ex vice-reitora Heloísa Starling, aos demais professores vítimas dessa arbitrariedade e á toda comunidade acadêmica da UFMG.

Ditadura nunca mais.

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas