Um basta à violência motivada pelo ódio e a intolerância

Diretoria LGBT da UBES repudia crimes homofóbicos contra estudantes

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) repudia atos de intolerância de qualquer teor e pressiona as autoridades a se posicionarem diante dos crimes bárbaros que aconteceram recentemente em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.

Nos últimos dias 1 e 2 de julho, ocorreram em nosso país dois crimes contra a comunidade LGBT. Em Montes Claros (MG), o estudante André Felipe, 24, foi assassinado covardemente; o jovem foi encontrado com vários ferimentos pelo corpo e os olhos perfurados com palitos.

Atrocidade semelhante aconteceu na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no campus Fundão, onde o estudante homossexual Diego Vieira Machado, 24, foi encontrado sem vida, com sinais de espancamento, sem roupas e sem nenhuma documentação.

A UBES se solidariza com os familiares e amigos das vítimas desses crimes hediondos contra a comunidade LGBT. Cobramos medidas cabíveis e a apuração dos fatos destes e de outros crimes de violência cometidos contra Lésbicas, Gays, Bissexuais e Trans.

Os responsáveis devem ser identificados e punidos, o momento exige que a violência, o preconceito e a LGBTfobia não permaneçam impunes.

A Diretoria LGBT da UBES segue firme no combate à LGBTfobia em todos os espaços, reafirmando a luta da comunidade LGBT nos diversos segmentos da sociedade.

Diretoria de políticas LGBT da UBES.