Sim, as minas vão às urnas!

Conheça as secundaristas mobilizadas e empoderadas que irão às urnas aos 16 nas eleições deste ano

Para ocupar a política com autonomia e defender a democracia com empoderamento, num verdadeiro gesto de coragem para eleger o projeto de governo que melhor representa seus sonhos, centenas de secundaristas farão valer o direito de votar aos 16 anos. Nas Eleições 2016 elas vão às urnas fazer o Brasil avançar ainda mais.

Para essas meninas, participação e representatividade no atual cenário político são papo sério. Além de vivermos uma real tentativa de golpe à primeira mulher eleita presidenta no país, apenas um estado em todo território brasileiro, Roraima, elegeu uma mulher para comandar o governo estadual de 2014 a 2018.

O Congresso Nacional também reflete a desigualdade. Na Câmara dos Deputados, a representação feminina é de apenas 45 deputadas contra 468 homens. No Senado Federal, há 81 senadores e apenas 11 mulheres.

OCUPAR A POLÍTICA PARA MUDAR O BRASIL

Com voto em defesa da democracia e por mais mulheres na política, a secundarista Laura Helena Paz, de Santa Maria (RS), não aguentou a ansiedade. No início de janeiro, quando completou 16 anos, foi sozinha ao posto de emissão do título eleitoral.

“Fiquei quatro horas na fila e no sol. Sei que a juventude é o presente. Ter o direito de votar aos 16 anos é uma conquista muito grande que precisa ser valorizada para eleger nossos representantes e ter inserção direta nos espaços de decisão no nosso país”, afirma Laura.

O voto aos 16 é facultativo, ou seja, não obrigatório, mas em São Paulo, as garotas mostram que a escolha é acompanhada de grande responsabilidade. “Eu decidi tirar meu título de eleitor porque a juventude tem importância na sociedade. Nós temos voz e queremos ser ouvidos”, declarou a paulistana Giovanna Madeira, que já está com o documento em mãos.

Representando os estudantes capixabas, a diretora de escolas públicas da UBES, Fabricia Barbosa, é a estudante mais jovem a compor o time de lideranças da entidade. Com 16 anos, a aluna do colégio Aristóbulo Barbosa Leão, no Espírito Santo, alerta sobre o prazo para emissão do título.  “Nosso voto é importante, e influenciar sempre a galera a participar cada vez mais tabém. Afinal, essa é a oportunidade de eleger nossos representantes. Eu estou de olho nas datas, vou tirar meu título”, destacou.

“SE LIGA 16!”

Todas e todos os estudantes que completam 16 anos até o dia 2 de outubro de 2016, quando acontecerá o primeiro turno das eleições, podem tirar o título de eleitor até 4 de maio. O documento sai na hora e pode ser solicitado no cartório eleitoral mais próximo da região em que você mora.

Há mais de 20 anos, junto com os grêmios estudantis, entidades estaduais e municipais do movimento estudantil e Tribunais Regionais Eleitorais, a UBES mobiliza os secundaristas na “Se Liga 16!”, campanha nacional de incentivo para que os jovens possam protagonizar a luta em defesa da democracia e mais participação.

Quer mobilizar a sua escola? Acesse mais informações, baixe os materiais da “Se Liga 16!”. Nosso voto é um direito que precisa ser respeitado. Saiba mais: http://bit.ly/21PHUxJ