Ocupações de escolas chegam ao Ceará com força total

Insatisfeitos com a negligência do governo do Ceará com a educação nas escolas públicas do estado, estudantes secundaristas tomam a frente e ocupam a primeira escola em Fortaleza para reivindicar melhorias.

O CAIC Maria Alves Carioca, localizado na capital cearense, foi ocupado na noite desta quinta-feira  (28), mesmo após várias tentativas por parte da direção da escola de desestimular a mobilização dos estudantes.

“O clima durante a ocupação foi bem tenso, a diretoria da escola tentou desmobilizar a gente de todas as maneiras possíveis, mas felizmente após uma negociação com a coordenação conseguimos ocupar”, relata o aluno e ocupante Carlos Meneses.

Em unidade, os secundaristas, professores e movimentos estão mobilizados para exigir uma educação de qualidade. As principais pautas incluem reforma geral nas escolas do estado com prazo determinado; aumento da verba para merenda, já que o valor é de 0,31 centavos por aluno há mais de nove anos; passe livre estudantil; investimento em projetos pedagógicos e culturais e a inclusão das questões de gênero na grade curricular.

“A situação do nosso estado é tão absurda que, para se ter ideia, os poucos professores que sobraram após o corte que fizeram, estão tendo que fazer ‘vaquinha’ para comprar papel ofício para as provas e recargas de pincéis para dar aulas para nós”, conta.

Há menos de 24 horas ocupados, os estudantes já se mostraram muito bem organizados. De acordo com Carlos, os secundaristas estão divididos em grupos, cada um responsável por determinadas atividades. “Estamos divididos em comissões de segurança, comunicação, esporte e lazer, cultura, limpeza e alimentação”, explica.

Ainda na tarde desta sexta-feira, aconteceu uma assembleia na quadra da instituição com a participação de mais de 200 estudantes, docentes e demais apoiadores para discutirem os rumos da mobilização no estado.

“Desde o início do ano estamos tentando negociar com o governador sobre a situação das escolas do nosso estado, mas a única resposta que eles nos deu é que não pode fazer nada por nós. Mas não vamos aceitar, iremos ocupar o Ceará inteiro até o governador Camilo Santana atender nossas pautas”, exclama.


ESTUDANTES ACEITAM DOAÇÕES

Em auto-organização os estudantes contam com doações para darem continuidade às atividades dentro da instituição. Portanto, se você quiser oferecer ajuda aos estudantes basta ir até o endereço da instituição e deixar sua doação.
Os secundaristas estão aceitando doação de alimentos, produtos de higiene, como pasta de dente e papel higiênico e produtos de limpeza, além de colchonetes e colchões.

“No momento estamos recebendo auxílio do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará (CEDECA-Ceará), de sindicatos, pais e professores que apoiam nossa luta e agradecemos muito por isso, mas ainda precisamos de doações”, diz Carlos.

CAIC Maria Alves Carioca
Endereço: Rua Sargento Barbosa, 851 – Granja Lisboa, Fortaleza – CE

Por Débora Neves