Em SP, movimento estudantil inicia ocupação no escritório da Presidência da República contra PEC 241

Organizada pela UBES, UNE, UEE E UPES, a mobilização luta contra a autoritária MP de reforma do ensino médio e a PEC 241

FOTO: Cuca da UNE

Cerca de 100 estudantes acabam de ocupar o terceiro andar do escritório da Presidência da República, localizado na Avenida Paulista, em São Paulo, para protestar contra a PEC 241, que irá congelar investimentos públicos em diversas áreas, afetando diretamente setores como a educação, a segurança e a saúde.

A ocupação, que teve início às 18h, conta com forte presença da Polícia Militar, que barra a entrada e a saída de secundaristas e da imprensa. Uma das faixas da Avenida Paulista está bloqueada e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) está no local em apoio à luta dos estudantes.  Até o momento, não há informações sobre incidentes. A ocupação segue pacificamente.

Ainda contra a PEC 241, estudantes ocupam 106 instituições de ensino em todo o país. As ocupações acontecem também em protesto à MP de reforma do Ensino Médio, além  do projeto Escola sem Partido. Saiba mais aqui.

O presidente da União Paulista dos Estudantes Secundaristas (UPES), Emerson Santos, que integra a ocupação em São Paulo, relembra que “essa medida [PEC 241] é uma grande contradição do governo. Ela surge quando Temer acaba de anunciar uma reforma do ensino médio sem apresentar recursos, financiamento. No final, nós saberemos que quem paga essa conta são os trabalhadores e os estudantes!”, denunciou.

Acompanhe a cobertura completa na página da UBES.