Estudantes brasileiros lançam nota contra bloqueio dos EUA a Cuba

Em dia de mobilização da juventude cubana, UBES, OCLAE, UNE e ANPG assinam documento em solidariedade ao povo cubano e contra bloqueio político e econômico dos EUA

Nesta segunda-feira (17), a juventude cubana e a sociedade civil realizam mobilização em repúdio ao bloqueio dos EUA que impedem relações comerciais com Cuba. As entidades de representação do Brasil e da América Latina também integraram a manifestação com a frase: “Sou estudante, sou contra o bloqueio”.

“É um bloqueio político, um crime que afeta o acesso a equipamentos públicos importantes para o acesso à educação e à saúde. As tecnologias não entram em solo cubano, restrições dos EUA que afetam diretamente a integração, a hegemonia e integridade de Cuba, além de afetar as áreas sociais. Por isso a UBES e os movimentos sociais da América Latina se solidarizam e se posicionam contra o bloqueio”, esclarece o diretor de Relações Internacionais da UBES, Jairo Marques.

A intenção de toda esta ação é pressionar a opinião dos representantes dos países, para que no próximo dia 26 de outubro, quando ocorrerá Assembleia Geral da ONU, votem na proposição pelo fim do bloqueio estadunidense, que há mais 50 anos mantém um cerco econômico comercial e financeiro à Cuba.

A campanha de solidariedade tem tomado as redes sociais em Cuba e ao redor do mundo. A tag #YoVotoVsBloqueo tem mobilizado as redes e as atividades que terão palco principal na Universidade de Havana, onde medalhistas dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 marcam presença em apoio à pauta.

Leia a nota da UBES, OCLAE, UNE e ANPG:

COMUNICADO DAS ENTIDADES ESTUDANTIS BRASILEIRAS SOBRE O BLOQUEIO DOS EUA A CUBA

São Paulo, 16 de Outubro de 2016

No dia 17 de dezembro de 2014, cubanos e outros povos em todo o mundo comemoravam a volta dos 5 heróis de Cuba para casa. Era o começo da reaproximação entre os EUA e Cuba. De lá para cá, muitas conversas aconteceram, houve alguns avanços políticos, como a reabertura de ambas embaixadas, além de pequenos avanços na área comercial e econômica, como a queda de algumas restrições para os cidadãos estadunidenses viajarem para a ilha.

Mas ainda está longe de isso ser o fim do criminoso bloqueio comercial, econômico e financeiro imposto pelos EUA sobre Cuba. Um bloqueio que gera dificuldades e impossibilidades do país caribenho comercializar com diversos outros países, inclusive os EUA. Bloqueio que impossibilita a entrada na ilha de medicamentos, equipamentos médicos e agrícolas, e outros produtos que contenham tecnologia estadunidense.

No próximo dia 26 de Outubro, durante a Assembleia Geral da ONU, Cuba irá apresentar novamente, pelo 25º ano consecutivo, a sua resolução sobre o Bloqueio, que deverá ser votado pelos países.

Desta forma, a Associação Nacional dos Pós-graduandos (ANPG), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), se manifestam contra o Bloqueio e se somam a campanha “El bloqueodañaalpueblo de Cuba” (O Bloqueio causa danos ao povo de Cuba). Convidamos todas e todos os estudantes brasileiros a se somarem nas redes sociais neste dia 17, segunda-feira, às mobilizações, com as tags: #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaVsBloqueo #VsBloqueo.

E convidamos todos e todas a votarem contra o bloqueio através do site do povo cubano contra o bloqueio: www.cubavsbloqueo.cu.

ANPG #VsBloqueo
UBES #VsBloqueo
UNE #VsBloqueo