Em defesa pela democracia, estudantes se unificam e ocupam a UFSCAR

Ainda hoje (8), secundaristas e universitários vão às ruas contra o governo ilegítimo de Temer

Ocupando a Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), em Sorocaba, secundaristas, universitários e entidades estudantis estão unificados em luta pela democracia. Com debates sobre a importância do sistema democrático, os estudantes tem trocado experiências sobre as ocupações que ocorreram nas escolas da cidade e organizam nessa quarta-feira (08/6), desde ás 9h, o evento “Ocupa Sorocaba”, na Praça Coronel Fernando Prestes. A mobilização deve se encerrar às 22h, com apresentações de artistas.Diversas atividades estão previstas para serem desenvolvidas ao longo do dia.

No período da manhã, os participantes se encontraram no local combinado e confeccionaram cartazes para a “Marcha Pela Democracia”, que integra o cronograma da tarde. Também ocorreu uma aula pública sobre a lei da mordaça, que pretende barrar a discussão de tópicos que envolvam religião, sexo e política nas salas de aula. Esse foi o primeiro espaço público da cidade dedicado à discussão da PL.

Ás 17h30, os estudantes devem partir para as ruas para se manifestar contra os retrocessos vivenciados pelo país com a instalação do governo ilegítimo de Michel Temer. A passeata deve prosseguir até a Praça da Bandeira.

Na resistência pela democracia, além dos debates, ocupações e manifestações nas ruas, a União Sorocabana dos Estudantes Secundaristas (USES) tem buscado dialogar com os estudantes nas escolas.

O presidente da USES, Vinicius Viana, comenta a relevância da unificação estudantil pela democracia. “O movimento estudantil passou por momentos como a ditadura militar e ainda hoje, não temos espaço para nos manifestar livremente. O que está acontecendo é uma aula e queremos mostrar que dentro do sistema democrático temos livre espaço para manifestação.”, enfatizou.