Em Búzios (RJ), estudantes completam 24 horas de ocupação em escola

Nesta quarta (27), uma reunião com toda comunidade escolar acontece a partir das 17h

Começou na última terça-feira (26) a ocupação do Colégio Estadual João de Oliveira Botas, na cidade de Armação de Búzios, no Rio de Janeiro. Totalmente imersos no movimento de ocupar e trazer à tona lutas históricas da classe estudantil, os estudantes já fazem repercutir entre pais, professores e toda comunidade o calor da revolta secundarista contra o descaso do governo estadual com a educação e a estrutura da instituição.

“Quando começou a greve dos professores no dia 2 de março, iniciamos a nossa greve de ocupação. Não entrávamos na sala e fazíamos atividades externas. Agora, decidimos ocupar de vez”, conta a estudante do 3º ano, Débora White. “Estamos confiantes, a repercussão tem sido muito grande e as duas pautas mais importantes são o tombamento da escola como patrimônio da cidade e melhoras na infraestrutura do colégio”, conclui a estudante.

A ocupação em Búzios pressiona por mudanças rápidas nas pautas que se dividem entre demandas dos estudantes – como a elaboração de um novo projeto político pedagógico, estímulo às atividades artísticas na escola – e demandas estruturais – por mais verbas para manutenção e merenda da escola. A ocupação também é organizada em apoio à greve dos professores da rede estadual e em solidariedade aos aposentados da educação que estão sem salário.

A professora de sociologia e filosofia, Luísa Barbosa, ressalta o papel da mobilização encabeçada pelos estudantes. “Ontem foi um dia importante para a cidade. O colégio foi ocupado pelos alunos que reivindicam, em consonância ao movimento de ocupações do Estado do Rio de Janeiro, frente ao descaso de Pezão, Dornelles e gestões anteriores, uma educação de qualidade”, afirmou Luísa, destacando a falta de comprometimento do governo estadual.

13072902_10209090240995115_5894901457861372873_o

UM MAIS UM É SEMPRE MAIS QUE DOIS

Doações de alimentos e utensílios para manutenção de limpeza podem ser doados à ocupação. Para mais informações sobre como contribuir, os voluntários podem acessar a página da ocupação#OcupaBotas ou comparecer pessoalmente no colégio.

Nesta quarta-feira (27), uma reunião aberta aos estudantes, pais e toda comunidade acontece a partir das 17h na ocupação para falar sobre o compromisso e ações na unidade ocupada. Os estudantes também estão mobilizando para que haja a presença de representantes da Comissão de Educação. Saiba mais aqui.

13048158_10209090208474302_4902031216390687993_o

 

Fotos: Rodrigo Melo.