Contra MP do Ensino Médio, secundaristas do Rio Grande do Norte ocupam Institutos Federais

"Da luta não sairemos!", diz diretora de Mulheres da UBES sobre as ocupações da Primavera Secundarista que ganham outras pautas de luta ainda mais abrangentes e urgentes

Após anunciar, na última quinta-feira (22), Medida Provisória sobre mudanças no Ensino Médio sem realizar audiência pública, Governo Temer provoca fúria dos estudantes que em resposta iniciam nova onda de ocupações dando continuidade à Primavera Secundarista.

Desde a madrugada desta quarta-feira (28) até a tarde de hoje (29), três Institutos Federais do Rio Grande do Norte (IFRN) foram ocupados: campus Natal Central, Mossoró e Ipanguaçu. Além disso, em outras 11 instituições ocorrem paralisações parciais.

Em nota divulgada no Facebook do Grêmio Estudantil, os estudantes informam que as principais pautas que culminaram nas ocupações são contra o projeto Escola Sem Partido, à MP do Ensino Médio e o congelamento dos gastos públicos que afetará a educação pública.

“As propostas citadas são apenas uma amostra grátis do que Temer e seu ministro da educação, Mendonça Filho, propõem para a educação brasileira. É fácil notar que projetos desse tipo não vêm para agregar nossa luta por uma educação de qualidade […], afirmam em nota.

Ocupação IFRN

Estudantes ocupados no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), campus Central.

O início das ocupações do campus Natal e Mossoró ocorreram paralelamente durante a madrugada desta quarta-feira (28), já o campus Ipanguaçu foi ocupado nesta manhã (29) e os secundaristas já organizam atividades que envolvem rodas de conversa, debates e aulas públicas sobre os temas relativos à educação.

De acordo com a diretora de mulheres da UBES, Brisa Bracchi, após a entrada do Governo Temer uma série de retrocessos tomou conta do país. “O golpe trouxe consigo uma onda de retrocessos que agora se materializaram em projetos como o congelamento no investimento em educação durante os próximos 20 anos, a Medida Provisória da reformulação do ensino médio aprovada sem nenhum diálogo com os setores da educação, além da Lei da Mordaça que criminaliza o debate político nas escolas”, conta.

Os estudantes darão continuidade à Primavera Secundarista mobilizando e ocupando espaços públicos até que o Governo Temer recue em suas propostas.

“Os estudantes deram uma aula de luta com as centenas de ocupações da Primavera Secundarista que  mobilizou estudantes de todo o Brasil, em reivindicações por melhores estruturas em suas escolas e por uma merenda de qualidade. Essa primavera volta a florescer, agora por outras pautas ainda mais abrangentes e urgentes. Da luta não sairemos!”, exclama.

 

Abaixo acompanhe programação da ocupação do IFRN, campus Central:

29 de setembro de 2016 (Quarta-feira)

14h – Atividade da REGIF – 14h

18h – Anúncio da ocupação – 18h

19h – Plenária da ocupação – 19h

20h30 – Jantar – 20h30

21h às 00h – Cultural

 

30 de setembro de 2016 (Quinta-feira)

06h – Alvorada

07h – Convite aos alunos do CNAT

08h30 – Roda de conversa sobre a atual conjuntura

10h – Mesa sobre a PEC 241

12h  – Almoço

14h  – Roda de conversa sobre a Lei da Mordaça

16h – Lanche

16h30 – Mesa sobre a reformulação do ensino médio

19h  – Jantar, banho e descanso

20h30 –  Roda de conversa: “Mulheres, LGBT’s, negros e negras, o que temos a temer?”

22h às 00h30 – Cultural

 

1 de outubro de 2016 (Sexta-feira)

06h – Alvorada

07h  – Convite aos alunos do CNAT

08h30 – Plenária

10h – Lanche

10h30 – Confecção de cartazes para a realização do Ato

Para saber mais sobre o cotidiano das ocupações, acesse aqui.