800 mil em defesa da democracia: não vai ter golpe e já tem luta!

Atos em defesa da democracia mobilizam todo Brasil

Ao contrário de 1964, quando há 52 anos o golpe militar se instalava no Brasil, nesta quinta-feira, 31 de março, mais de 800 mil pessoas ocuparam as ruas para dizer que a resistência democrática cresce em todo o país e que não vai ter golpe!

Os atos foram organizados pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo, consolidando uma gigantesca Jornada Nacional em Defesa da Democracia. Das escolas para as ruas, os estudantes e toda juventude ocuparam a linha de frente das diferentes mobilizações que alcançou mais de 80 municípios em todos os estados.

Em Brasília (DF), junto com 200 mil trabalhadores e trabalhadoras vindos de diversos estados, o ato se concentrou em frente ao estádio Mané Garrincha e seguiu até o Congresso Nacional. Os estudantes homenagearam Edson Luís, e de forma inédita, realizaram a posse da nova diretoria da UBES (acesse e saiba mais aqui).

Em São Paulo, cerca de 60 mil pessoas se reuniram na Praça da Sé, no Centro da cidade. Bandeiras foram hasteadas na praça, local simbólico por ter sido palco das lutas do movimento Diretas Já, que exigiu eleições presidenciais no Brasil entre 1983 e 1984. Entre as baterias que entoavam palavras de ordem contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o juiz Sergio Moro, os manifestantes denunciaram a tentativa de golpe em curso no país, com o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Regado a muita música, o ato político-cultural, no Rio de Janeiro, reuniu mais de 60 mil pessoas no Largo da Carioca, na capital fluminense. O cantor Chico Buarque foi um dos artistas que participou do ato pela democracia no Rio. Junto aos milhares de manifestantes, ele cantou a música “Admirável Gado Novo”.

CEARÁ
Em Fortaleza, 50 mil pessoas ocuparam a Praça da Bandeira e seguiram em caminhada até o Centro Dragão do Mar.

MINAS GERAIS
Na capital Belo Horizonte, a Praça da Estação ficou lotada com 40 mil pessoas. A população de outras cidades, como Juiz de Fora, Montes Claros, Poços de Caldas, São Lourenço e Varginha também participaram da manifestação.

PERNAMBUCO
O Ato pela Democracia reuniu 40 mil em Recife. No agreste pernambucano, movimentos populares, sindicatos e militantes sociais também realizaram uma mobilização contra o golpe. As cidades de Floresta e Ouricuri também foram palco de manifestação.

RIO GRANDE DO SUL
Somente em Porto Alegre, cerca de 70 mil pessoas protestaram desde a “esquina democrática” até o Largo Zumbi dos Palmares, no bairro da Cidade Baixa. No interior, cerca de 30 mil pessoas se mobilizaram em 20 municípios, totalizando mais de 100 mil participantes em todo o estado.

SERGIPE
Em Aracaju, a manifestação teve dois momentos e mobilizou 30 mil pessoas. Às 15h, a atividade começou na Praça General Valadão, com um ato político para a concentração da marcha até a Orla do bairro industrial. No destino da caminhada, por volta das 19h, começaram intervenções artísticas sob o nome “Artistas pela Democracia”.

PELO MUNDO
Além dos atos nacionais, brasileiros que moram em outras partes do mundo também se manifestam contra a tentativa de golpe em curso no Brasil. Já foram registrados atos em Bogotá (Colômbia), Paris (França), Munique (Alemanha), Copenhagen (Dinamarca), Coimbra (Portugal) e Barcelona (Espanha).

Com informações da Rede Brasil Atual e Mídia Ninja.