Greve de Fome mobiliza Grêmio Estudantil contra preços da cantina em escola de São Paulo

Ação é um protesto pacífico e organizado que denuncia preços abusivos e outros problemas na cantina da escola

Iniciada há uma semana, a ‘Greve de Fome’ como foi intitulada, tem a proposta de melhorar a alimentação dos estudantes de uma das mais tradicionais instituições de ensino de São Paulo. A escola estadual Professor Moacyr Campos (MOCAM), que conta com 41 anos desde sua inauguração, apresenta segundo seu Grêmio – Voz Ativa Estudantil (VAE) – valores altos no lanche, poucas opções de comida e quadro de funcionários pequeno, o que dificulta o atendimento.

O Grêmio iniciou seu trabalho em março e busca diálogo direto com os gestores da escola. As atividades para mobilizar a ação dos estudantes tem resultado em picnics irreverentes com participação coletiva das turmas, onde cada estudante leva um aperitivo, ou mesmo a venda de salgados com preços mais baixos que os reivindicados na cantina da escola.

Segundo presidente do Grêmio VAE que ajuda a coordenar as ações com todas as turmas da escola, Samuel Oli relata que a cantina mantida pela Associação de Pais e Mestres (APM) tem preço abusivo e isso não foi solucionado com as conversas anteriores, por isso a mobilização prossegue. Cartazes elaborados pelos estudantes avisam ao corpo gestor da escola que as classes estão em Greve de Fome, enquanto uma corrente humana na cantina formaliza ato com intenção de informar sobre a reivindicação durante os intervalos.

Todos os períodos seguem com o incentivo de levar lanche para dar ainda mais corpo à mobilização, que segundo o presidente do Grêmio, contabiliza 70% de adesão dos estudantes.

A Vice Diretora, Maria Helena, afirma que não é uma greve. Ninguém esta passando fome “a merenda é boa e farta, eles estão fazendo picnic lá fora”.

As atividades dos estudantes continuam dentro da instituição de ensino, buscando alimentos com preços mais acessíveis para os jovens que muitas vezes não trabalham. O problema já resultou em reunião com os responsáveis pelos salgados vendidos na cantina. Ainda segundo publicação na página oficial no facebook “Greve na Cantina”, há o apoio “de quase 80% da greve! Os professores, coordenadores, e funcionários também estão de greve!”.

O Grêmio VAE participa de diversas atividades do movimento secundarista em São Paulo e nas atividades nacionais da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), como a greve dos professores no primeiro semestre de 2013 e a paralisação nacional no 13 de agosto. Os gremistas também marcaram presença no 14º Conselho Nacional de Entidades Gerais (CONEG) que aconteceu entre 5 e 8 de setembro, levando as pautas dos estudantes da Mocam ao fórum de debates.  “A escola mostra receptividade às ações de um movimento sério, político e sócial” finaliza Samuel.

Acompanhe mais informações acessando:

Página Oficial do Grêmio Voz Ativa http://www.agoravae.com/
Evento Oficial da Greve de Fome no Facebook –  https://www.facebook.com/events/197743077070681/?hc_location=stream
Página Oficial da Escola no Facebook – https://www.facebook.com/mocam.escola

Site oficial da escola http://www.eemocam.com.br/

Da Redação