Ato dos estudantes revelará quem é a favor ou contra reforma política

USP do Largo São Francisco será a primeira a trazer quadro com nome de parlamentares que apóiam o projeto

A Coalizão Democrática pela Reforma Política e Eleições Limpas, movimento do qual a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a União Nacional dos Estudantes (UNE) fazem parte, vai realizar série de atos públicos pelo Brasil para inaugurar painéis com os nomes de parlamentares comprometidos a votar a favor do projeto de reforma política de iniciativa popular entregue à Câmara dos Deputados na terça-feira (10).

Na sexta-feira (20), às 11h, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, São Paulo será a primeira cidade a receber um painel, que tem 4,5 metros de largura por 2,5 de altura e consta o nome de todos os deputados federais do Estado. Na frente da identificação de cada nome está escrito “contra” e “a favor”, onde os estudantes poderão marcar a opinião do parlamentar. A inauguração do quadro é aberto ao público e vai contar com a presença de estudantes e representantes das entidades que participam da Coalizão como a UBES, MCCE, OAB, CNBB, CUT, entre outras.

“A ideia é mobilizar amplamente não só os parlamentares, confirmando o nome de quem se comprometeu a votar a favor do Projeto, mas também as entidades da sociedade civil, intelectuais, artistas, cantores e lideranças democráticas”, destacou o diretor de Universidades Públicas da UNE, Thiago José Silva.

O presidente do Centro Acadêmico XI de Agosto da USP, Alexandre Ferreira, disse que é importante aproveitar este ano ainda para lançar esse marco. “Vimos no País uma movimentação em prol da reforma, mas que acabou silenciando por conveniência. Precisamos aproveitar esse momento que reunimos grandes entidades para emplacar essa que é sem dúvida uma das reformas que o Brasil mais precisa”, afirmou ele.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), prometeu aos membros da Coalizão submeter, ao colégio de lideres da casa, a fixação dos dias 23 a 27 de setembro para a votação da Reforma Política. As entidades também estão aguardando uma audiência com a Presidenta Dilma para solicitar o trancamento da pauta da Câmara no período de 23 a 27 a fim de pressionar a votação.

Pressionando por uma reforma política

 Enquanto a votação do projeto não está assegurada, segue a coleta de assinaturas por todo o Brasil pelo projeto. A UBES e a Coalizão defendem o fim do financiamento privado das campanhas eleitorais, a ampliação dos espaços e canais de participação direta da população, e mais mecanismos de transparência e acompanhamento das atividades políticas do Brasil. Veja como assinar o projeto, baixar materiais e ser um mobilizador da campanha no site www.eleicoeslimpas.org.br

A UBES também disponibiliza o manifesto que esclarece os principais pontos da reforma política, acesse aqui.